[Resenha] Réquiem Para Um Assassino - Paulo Levy

Parecia uma manhã como outra qualquer na pequena Palmyra, uma cidade histórica no litoral do Rio de Janeiro. A caminho do trabalho, o delegado Joaquim Dornelas se espanta com um movimento incomum nas ruas. Diante da Igreja de Santa Teresa e da Antiga Cadeia, no Centro Histórico, uma multidão observa o corpo de um homem atolado na lama seca do canal. Ninguém sabe como o corpo foi parar lá. Não há sinais de arrasto, marcas de barco, violência, ferimentos, nada. Apenas um band-aid na dobra interna do braço esquerdo. Abandonado pela mulher e longe dos filhos, o delegado Dornelas, um tipo humano, amante de cachaça e de mingau de farinha láctea, se envolve de corpo e alma no caso em busca de salvação. Sem aviso, a irmã do morto e um vereador poderoso aparecem para dar informações importantes sobre o que se tornaria um caso de dimensões bem maiores do que Dornelas poderia imaginar. Aos poucos se revela uma complexa teia de interesses envolvendo a política, o tráfico de drogas, a prostituição e a comunidade local de pescadores. A intuição aguçada, a cultura e o conhecimento das forças que movem a natureza humana permitem ao delegado Joaquim Dornelas se mover habilmente pelo emaranhado de fatos e versões que a trama apresenta. O que a princípio seria mais uma investigação na sua carreira, se torna para o delegado uma jornada de transformação pessoal.

Editora: Bussola
Gênero: Policial
Ano: 2011
Nota: 4/5

E hoje voltamos com as resenhas, \o/

Réquiem para um Assassino, é o romance de estreia de Paulo Levy, e recebi o livro do autor, através da parceria entre o blog e a Editora Bússola, e só tenho a agradecer pela confiança.


Réquiem para um Assassino
Um mistério, que envolve muito mais do que parece


Hoje venho falar de um livro super legal. Mais um exemplo da qualidade dos nacionais atuais. Réquiem para um Assassino, de Paulo Levy, é um romance policial que conta com todos os elementos primordiais que me atraem no gênero: um policial super competente e que tem uma intuição de primeira (mas cheio de manias divertidas), um misterioso assassinato que atrai a atenção da mídia e a opinião pública, pessoas influentes, o mundo do crime, confusões, dúvidas e conflitos, e uma boa dose de humor e ironia.

Em uma pequena cidade turística no litoral do Rio de Janeiro, um misterioso assassinato acontece. Não há marcas, sangue, feridas visíveis na vítima, e nenhum outro tipo de pista aparente. O responsável pela investigação é Joaquim Dornelas, o delegado da polícia civil local, que apesar de ser mais responsável por trabalhos administrativos e políticos, se sente mais a vontade no campo fazendo trabalho investigativo.

Dornelas tem aquele tipo intuição incrível, que associada a uma memória fotográfica fazem dele um grande investigador. Mas ao mesmo tempo que é destaque no trabalho e um excelente profissional, o delegado passa por profundos problemas no campo pessoal, com a recente separação da esposa, e mudança destas com os filhos para outra cidade.

A investigação desse assassinato, ocorrido em um dos principais pontos turísticos da cidade, de cara se mostra complexa, ao envolver distintas pessoas, trazendo à tona um emaranhado envolvendo política, comércio local, tráfico de drogas e prostituição. E logo o delegado se vê mexendo em um vespeiro, o que promete altas emoções.

E em se tratando de um policial nacional, é claro que não podia faltar um pouco sobre os problema que a burocracia excessiva do nosso país causa ao bom andamento de qualquer setor do serviço público. O autor aborda o tema muito bem e com muita ironia, demonstrando o quanto o engessamento das instituições podem mais atrapalhar do que ajudar.

Aliás, o tom de humor que permeia o livro é um dos seus principais pontos positivos. Há várias passagens divertidas, e outras chegam a ser hilárias, e é impossível não torcer pelo nosso estimado Delegado Dornelas, mesmo quando sua missão consiste apenas em conseguir ficar acordado o suficiente a noite para assistir aos últimos capítulos da novela!

Paulo Levy escreve muito bem e conseguiu criar uma história que prende a atenção do leitor do início ao fim, nos deixando instigado e pendente de qualquer migalha de pista ou informação. A forma como o crime vai sendo desvendado me deixou eufórica e louca para saber se minhas suspeitas estavam corretas, afinal, num livro policial a pergunta que não quer calar sempre é: Quem é o assassino?

O livro é fininho, apenas 220 páginas, que fluem sem percebermos. E a diagramação está muito boa, com letras grandes e páginas amareladas, que facilitam e muito a leitura. A capa retrata uma costa litorânea, representando o mangue onde foi encontrado o corpo que deu início a trama, em tons escuros e parecendo uma pintura mais modernista. O resultado ficou bem legal.

Recomendo o livro, e já estou ansiosa para ler o novo livro do autor, Morte na Flip, que traz o Delegado Dornelas em mais uma missão.


Comprar o livro: Saraiva
Conheçam mais sobre o autor no site: www.paulolevy.com.br/

Espero que tenham gostado.
Não deixem de comentar!
Beijos

11 comentários

  1. ótima resenha flor
    beijos
    www.inspiresenoamor.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Sou fã do Paulo Levy, adoro os livros dele!

    Abraços!

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse foi o primeiro que li, e adorei, rs
      bjus

      Excluir
  3. Oiii, não é muito o meu estilo de leitura, mas a resenha ficou bem explicativa! ;) Bjos!

    http://diariodabrunet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Andréia, realmente, policial ou a gente gosta ou não gosta, rs
      bjus

      Excluir
  4. ADOREI... Quero muito fazer parceria com eles... Parecem ser super gentis... Enfim, parabéns pela resenha... Só me apaixonei mais por esse delegado uahuashuash

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, eles são super gentis mesmo, e super acessíveis, estou adorando o contato
      bjus

      Excluir
  5. Oi Bruna,
    Eu agora também sou parceira da Editora Bússola :)
    Já pedi o livro e em breve o lerei. Adoro livros policiais e esse parece ser ótimo.
    bjs

    entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, eles são super legais, não é?
      bjs

      Excluir
  6. Olá Bruna, Gênero Policial não sou muito fã, mas essa resenha está bem elaborada até me interessei um pouco. Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...