[Resenha] Procura-se um marido – Carina Rissi

Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Editora: Verus
Ano: 2013
Categoria: Chick lit
Nota: 3/5

Olá pessoinhas, tudo bem?

Hoje tem resenha de um divertido chick lit nacional, Procura-se um marido, de Carina Rissi. Quer dar umas boas risadas e descontrair? Esse é um ótimo livro para isso.


Alicia é uma patricinha super mimada. Criada pelo avô milionário, Narciso, a jovem cresceu fazendo o que quer, gastando horrores e se metendo em confusões pelos quatro cantos do mundo. O avô chamava sua atenção, dizendo que ela devia aprender a ser mais responsável, mas no final das contas, fica claro que ele sempre deixava pra lá e passava a mão na cabeça dela. E assim segue a vida, até a morte repentina de Narciso, que deixa Alicia numa fria gigantesca.

O testamento de Narciso cai como uma bomba na vida de Alicia. No documento, fica claro que o avô não considerava a neta capaz de cuidar de si mesma, e determina um tutor para sua herança. Ela fica sem direito a nada! Alias, ela tem direito a uma coisa: um emprego vitalício na empresa da família, com um salário que não paga nem a gasolina de seu carro importado. E a forma de reaver o que lhe pertence, é se casar, e ficar casada por um ano. E se isso não bastasse, o tutor de sua herança, Clóvis, se muda para sua mansão, e começa a trata-la como uma criança, fazendo exigências e críticas.

Vamos apenas dizer que sua adaptação a nova vida não é fácil. Ela se vê obrigada a trabalhar para sobreviver, não consegue bancar suas dívidas (antes pagas pelo avô), acaba saindo de casa por não se relacionar bem com Clóvis, e ainda tem que vender seu carro. Bom, não foi fácil, mas foi super divertido! E para resolver sua situação, Alicia coloca um anúncio no jornal atrás de um marido temporário, e eis que aparece Max, um colega de trabalho lindo de morrer, mas que ela detestava.

A partir de então, acompanhamos a evolução da relação dos dois de pessoas que mal se suportavam, para amigos, e finalmente um casal apaixonado. Tudo enquanto eles precisam convencer a todos que o casamento é real, para que ela não perca direito a herança, por tentar burlar os termos do testamento.

Não que eu o quisesse lou de amores por mim ou algo do tipo, mas que mal faria se de repente nos tornássemos tão íntimos que ele não pudesse mais viver sem mim?
Pág. 153

Alicia é uma personagem superdivertida, e foi ótimo acompanhar o vai e vem de sua mente maluca. Gostei disso, porque como o livro é narrado em primeira pessoa por ela, esse tom cômico deixou a leitura bem agradável. Max é um encanto, um verdadeiro príncipe encantado. E ainda temos Mari, a típica e verdadeira melhor amiga, aquela pessoa que sempre esteve ao lado de Alicia, para o que der e vier.

Mas o personagem que mais me encantou foi o falecido Narciso, e a relação mais linda, foi a sua com a neta. Narciso morre logo no inicinho do livro, porém não o abandona. Vemos como avô e neta se amavam profundamente, e como a relação entre eles era linda através de cartas deixadas por Narciso e também pelos encontros que ele tem com Alicia em sonhos. Esse sem dúvida foi o relacionamento mais especial do livro, na minha opinião.

O livro foi bem divertido, dei altas risadas das diversas situações que a Alicia enfrentou. Porém teve uma coisa que me incomodou e muito: a questão jurídica, e olha que eu nem sou advogada. Há muitos furos na parte legal do livro, e como toda a história gira em torno do testamento de Narciso e suas consequências, não foi possível simplesmente ignorar. Na verdade eu até tentei, afinal, estamos falando de uma ficção. Porém, há uma trama importante no livro, envolvendo um certo mistério (pra lá de previsível) e algumas chantagens, e todos os diálogos envolvendo essa situação acabavam reforçando esses “furos jurídicos” e isso realmente me incomodou.

Procura-se um marido é um livro divertido, uma história leve e despretensiosa. A história é bem previsível e não me surpreendeu hora nenhuma (desde as primeiras páginas já imaginava o final, e não é que eu estava certa?), porém garante algumas horas de risadas e diversão. Acho que fãs de chick lit realmente irão gostar.

E vocês, já leram o livro? O que acharam?

Não deixem de comentar.

Beijos




.

40 comentários

  1. Oie...
    Ainda não li o livro, mas li ótimas resenhas sobre ele. E a cada uma delas, tenho mais vontade de ler o livro!
    Gostei bastante da premissa do livro e fico feliz que a leitura seja agradável e divertida!! Livros assim me fascinam e prendem bem mais a atenção do leitor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o livro é bem divertido mesmo, rs
      beijos

      Excluir
  2. Olá!!!
    Eu vejo tanta gente falar deste livro, e bem que não sei o porquê ainda não o li!
    E depois de ler sua resenha fiquei com mais vontade ainda...
    Parabéns!!

    Beijos, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie

    Esperava mais da história afina já ouvi muitos elogios para esse livro tanto quanto Perdida agora só lendo para saber se é bom ou não kkk

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pretendo ler Perdida, falaram que é melhor, vamos ver, rs
      beijos

      Excluir
  4. Olá! Também já ouvi falar bastante.
    Ah, ás vezes mesmo sendo previsível faz bem ler, rs.
    Principalmente se for recheado de humor como vc falou (aliás, adorei o trecho hahaha)
    Beijoos

    Blog Coisas da Juu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse trecho é ótimo! mostra bem a cabeça maluquinha da protagonista, rs
      beijos

      Excluir
  5. Oi!
    Gostei muito de Perdida, da carina Rissi, mas esse eu ainda não consegui ler... Parece ser um livro bem divertido e eu quero ler, mas vou tentar não me ligar muito aos detalhes jurídicos, de qualquer forma não entendo muito sobre isso.
    Beijos
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu quero ler Perdida, acho que vou gostar mais

      beijos

      Excluir
  6. Eu quero ler este livro, mas fico enrolando. Não sei se tenho medo de não gostar ou de gostar muito e acabar tendo que ler um que não goste tanto depois.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk, também enrolei muito. Eu gostei do livro, mas não tanto quanto pensei que gostaria
      beijos

      Excluir
  7. Bruna!
    Ler um chick list bem escrito, é maravilhoso!
    Gosto de livros hilários e que nos fazem rir.
    Há muito queria apreciar a escrita da Carina Rissi, porque dizem que é maravilhosa!
    As questões jurídicas questionáveis imagino que devam ser relevadas por ser ficção, mas depende, né?
    Boa semaninha!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Rudy, eu geralmente não ligo para esses deslizes, justamente por ser ficção, mas nesse livro teve coisa me me irritou, rs
      beijos

      Excluir
  8. O único chick lit que li inteiro auahuuah. Adorei esse livro, é bom divertimento.
    Boa resenha

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Bruna.
    Li Procura-se um marido e gostei bastante. Também dei altas risadas e fiquei com um sorriso bobo com o final rs
    Confesso que não me atentei a parte jurídica e as divergências que o livro apresenta...
    Gostei bastante da escrita da autora e li também Perdida. Agora estou aguardando o lançamento de Encontrada =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu quero ler Perdida, rs, mas anda tão caro, rs
      beijos

      Excluir
  10. Oie!
    Eu adoro esse livro, e não vi essas divergências que você citou. Mas o Perdida ainda é meu livro preferido da autora.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também acho que vou gostar mais de Perdida,
      beijos

      Excluir
  11. Ei, Bru, tudo bem?

    Ainda não li nada da Carina, mas sou super curiosa. Queria ter ido na sessão de autógrafos dela aqui no Rio =( Ela deve ser uma fofa. Não tenho o Procura-se, mas tenho Perdida.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também queria ir na de Bh, mas não deu, sniff

      beijos

      Excluir
  12. Gosto bastante de chick lit, justamente por ser um gênero mais leve e divertido. Creio que esse cumpriu bem o seu papel de entreter e divertir. Mas, acho uma pena que a autora teve esse deslize na parte jurídica. Mesmo sendo uma ficção, acho que deveria rolar um pouco mais de cuidado com essas partes também. Mesmo assim, creio que seja uma ótima leitura.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é um bom livro sim, bem divertido, rs
      beijos

      Excluir
  13. Oi Bru..
    Que bom saber que riu com o livro. Me animou mais a ler.
    Algumas histórias não tem como não ser previsíveis..
    Espero ler um dia. Adorei a resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Preciso conhecer a escrita da autora, mas vou começar por perdida! e preciso fazer isso o quanto antes ^^

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  15. Oi Bru!!! Eu adorei esse livro e me apaixonei por Max. Mas, como eu te disse, a parte jurídica realmente me incomodou (afinal, sou advogada né..Rsss) mas a ficção é realmente boa, leve e divertida!!

    Beijos

    Mari
    Cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Eu sempre fui louca pra ler esse livro por conta da capa, acho ela tao descontraída, mas ao mesmo tempo tao desesperada kkkkkkk parece que ja ta cansada de procurar o marido kkkkk Acho que deve ser super engraçado e quero ler logo que possivel, amo o estilo e acho q vou adorar *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele é divertido mesmo, ri muito
      beijos

      Excluir
  17. Mais um livro de Carina Rissi. Ouvi ótimas criticas desse livro em vários blog, ja esta na minha lista de desejado faz um tempinho, mas o que quero mesmo é ler Perdida, tô ansiosa para q o meu livro chegue logo... rsrs
    Otima resenha, fiquei com mais vontade de le-lo.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também quero ler Perdida, parece ótimo
      beijos

      Excluir
  18. Acho que eu nunca li um chick-lit mas tenho vontade de ler pra ver como é. Esse livro em questão parece ser interessante, apesar de eu já imaginar como vai ser o final, e como você disse não é surpreendente então acho que devo estar certa. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os chik lits são super divertidos,
      deijos

      Excluir
  19. Nem sou muito de ler chik-lit, mas eu fiquei bem animada com esse.
    Além de gostar de livros que são narrados em primeiro pessoa, a história parece interessante e capa ainda ajuda. Uma pena essa pisada na bola com a questão jurídica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse é bem divertido, a questão jurídica me irritou, mas a maioria dos leitores passaram por cima
      beijos

      Excluir
  20. Confesso que prefiro livros mais densos e que me surpreendem, o que definitivamente é bem diferente desse livro. Porém, livros para rir, vez ou outra, são bem vindos. Acho que daria uma oportunidade a obra, mas leria sem muitas expectativas.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto

    ResponderExcluir
  21. Casar para ficar com a herança? #Partiu
    Fácil, fácil, hehehehe.
    Adorei a resenha e amo livros divertidos e leves. Adoro me divertir e rir enquanto leio :D
    E fico mega orgulhosa pelos nacionais estarem tão em voga e serem tão bons...
    Nossos autores estão com tudo...
    Bacana a relação da Alicia com o avô mesmo com a morte no início...
    A trama tem emoção também,,, me ganhou, mesmo sendo previsível!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...