[Resenha] Extraordinário, de R. J. Palacio

Extraordinário, de R. J. Palacio
"August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor."

Autor: R. J. Palacio
Título Original: Wonder
Editora: Intrinseca
Lançamento: 2012 EUA / 2013 Brasil
Nota (Skoob): 5/5 + Favorito!


Olá pessoinhas do meu coração! Finalmente vou postar a resenha de Extraordinário!!! E digo finalmente, porque ela está pronta a praticamente uma semana!!! Mas só agora eu tive tempo para revisar, formatar e digitar os trechos citados (foram só dois, apesar de inicialmente eu ter separado mais, rs). Esse livro é maravilhoso! Realmente extraordinário. E foi até difícil falar sobre ele, porque é o tipo de leitura que mexe com a gente e nos faz rever alguns conceitos. Então vamos lá, mergulhar na leitura comentada desta incrível e belíssima obra!!!



Extraordinário
Profundo, lindo e realmente Extraordinário

Vocês já passaram pela situação de começar a ler um livro esperando algo muito bom, com base nos comentários e resenhas de outras pessoas, e no final das contas perceber que o livro é até melhor do que imaginava, mas que foi muito diferente do que você esperava? Esse foi o meu caso com Extraordinário. Depois de ler várias críticas positivas, eu finalmente peguei o livro para ler. Mas não foi fácil começar, porque essa impressão errada que tive, aliada a sinopse e alguns comentários, me levaram a pensar que se tratava de um livro triste e pesado, e eu queria dar um tempo nesse tipo de leitura.

Oh ilusão, surpresa e felicidade ao ver que estava enganada!!!

Apesar de abordar um tema muito sério, que é o preconceito, manifestado especialmente, mas não exclusivamente, como bullying nas escolas, Extraordinário é um livro bem mais leve do que imaginei, com algumas passagens super bem humoradas. Mas, é claro que há algumas cenas que dão um aperto no coração e um nó na garganta.

O livro conta a história de August Pullman, um menino que nasceu com uma série de problemas genéticos que resultaram numa severa deformação facial. Agora, aos 10 anos de idade e após inúmeras cirurgias, que não conseguiram diminuir o impacto de sua face, o garoto se vê enfrentando o grande desafio de frequentar a escola pela primeira vez.

Sei que não sou um garoto de dez anos comum. Quer dizer, é claro que faço coisas comuns. Tomo sorvete. Ando de bicicleta. Jogo bola.Tenho um Xbox. Essas coisas me fazem ser comum. Por dentro. Mas sei que as crianças comuns não fazem outras crianças comuns saírem correndo e gritando do parquinho. Sei que os outros não ficam encarando as crianças comuns aonde quer que elas vão.
Se eu encontrasse uma lâmpada mágica e pudesse fazer um desejo, pediria para ter um rosto comum, em que ninguém nunca prestasse atenção.
Não vou descrever minha aparência. Não importa o que você esteja pensando, porque provavelmente é pior.
Página 11


August tem uma irmã mais velha, de 15 anos, que o adora e sempre o protegeu, e pais super amorosos e carinhosos, que são bem super protetores. Como passou boa parte da vida submetido a tratamentos médicos e cirurgias, Auggie nunca foi a escola, sendo que tinha aula em casa com a mãe. Mas nem por isso ficou para trás, sendo que em pouco tempo vamos percebendo o quanto ele é inteligente. Mas a tarefa de ir a escola realmente foi pesada, uma vez que teve que enfrentar o preconceito de várias crianças da sua idade. E então nos deparamos com situações que descrevem uma frase que é a mais pura verdade 'as crianças sabem como ser cruéis!', e como estamos falando de crianças de cerca de 10 anos, essa é uma crueldade muitas vezes intencional, já que nessa idade já sabemos muito bem o que estamos falando, e que determinadas ações ou palavras podem ferir, e muito, outras pessoas!

A adaptação de Auggie em sua nova escola não foi fácil, já que os outros alunos o rejeitavam e ignoravam. Chegaram a criar uma peça super sem graça da 'praga', dizendo que se alguém tocasse em Auggie teria apenas alguns minutos para se lavar antes que..., bom praticamente ninguém queria descobrir o que aconteceria no caso. De início ele tem pouquíssimos amigos (dois, para ser mais exata, rs), mas é assim que vamos percebendo que mais do que uma obra sobre preconceitos e bullying, Extraordinário fala sobre a importância da amizade e seu poder de transformação.

Mas o livro também mostra o poder da influencia dos adultos, e que muitos adultos são muito mais cruéis que as crianças. A mãe de um dos colegas de Auggie tem uma atitude tão feia em um certo momento, que fiquei impressionada!

Extraordinário realmente é lindo como eu já esperava, mas o que me surpreendeu foi o bom humor com que muitas coisas foram retratadas, sem falar na escrita que é sensacional! O livro é narrado pelas crianças e adolescentes, sendo que August tem um número maior de capítulos, mas também temos capítulos narrados por alguns de seus amigos da escola, e por sua irmã e mais dois adolescentes ligados a ela. E enquanto lia, eu realmente tive a impressão de estar lendo algo escrito por jovens dessas idades. Principalmente as partes de August. E isso é admirável, pois não é fácil retratar a mente e forma de se comunicar de crianças dessa idade de transição, que são os tais 10 anos e a tão esperada e temida 5º série!

E o bom humor e otimismos do protagonistas são realmente inspiradores. Ele é um sobrevivente que já enfrentou muitas batalhas, mas que nem por isso se acovarda diante das novas!

Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo.
Preceito do Auggie (Apêndice)


E para quem se pergunta sobre a origem da inspiração para o livro, confira o relato:

"R.J. Palacio estava em uma sorveteria, acompanhada de seus dois filhos, quando se aproximou de uma menina com uma grave deformidade facial. Assustado, o mais novo, de 3 anos, começou a chorar bem alto e o de 10 pareceu alarmado. Rapidamente, ela tirou os meninos de perto − não por eles, mas para não magoar a garotinha. A autora nunca mais voltou a vê-la, mas não conseguiu parar de refletir sobre o ocorrido. “Eu comecei a pensar em como devia ser a vida para aquela família, para aquela menina.” Aquela situação provavelmente se repetia dezenas de vezes por dia. Centenas, talvez. E o que ela poderia ensinar aos seus filhos para que eles pudessem entender e se portar melhor da próxima vez? Foi então que R.J. Palacio teve a ideia de escrever Extraordinário, eleito um dos melhores livros YA de 2012 pelo The New York Times e pela Amazon. Para espalhar a mensagem sobre a importância da compaixão, aceitação e gentileza, a autora iniciou uma campanha anti-bullying no site www.choosekind.tumblr.com, da qual milhares de crianças já participaram." (Fonte: Site da Editora Intrínseca)


Eu tinha muita coisa para falar desse livro, mas seria tudo um banho de spoilers, então prefiro parar por aqui, dizendo apenas que a mensagem passada é linda, do tipo que toca a alma e nos faz refletir! Esse é um livro que eu recomendo, e além das 5 estrelinhas, ele ganhou meu coração, como favorito!

E já viram a promoção que está rolando no blog? Está valendo quatro livros, dentre eles Extraordinário! Participe aqui.





18 comentários

  1. Normalmente quando gostamos tanto de um livro queremos falar, falar e falar, mas realmente é impossível sem soltar spoiler. hahha
    Gostei da resenha, realmente EXTRAORDINÁRIA. rs


    Beijos, Clicando Livros

    *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Lu! Esse livro é lindo mesmo, realmente mexe com a gente!
      bjus

      Excluir
  2. Já li resenhas muito boas sobre esse livro e gostei bastante
    E ele nos da outro ponto de vista
    Ainda mais por se tratar de um tema tão cotidiano

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. *------* Já li tantas resenhas ótimas sobre este livro e consequentemente elas fazem crescer ainda mais a minha vontade de ler este livro e sua resenha está ajudando mais ainda xD.

    maisquelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele é lindo, se tiver a oportunidade, leia mesmo!

      Excluir
  4. Eu estou com muita vontade de ler esse livro, a cada resenha positiva minha vontade vai la em cima rs. Mas adaptação pro cinema... não sei, tenho muito medo disso =/
    Não consigo imaginar essa estória, acho que ou vai ficar muito pesado ou não vai passar todo o drama, nao sei rsrs mas vamos aguardar =D

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu quero ver como vai ser a caracterização do August, porque por mais que tenha tentando imaginar, acho que ainda não peguei toda ideia de como é o rosto dele, rs

      Excluir
  5. Nossa, parece ser uma história linda e o livro já está em minha lista de possíveis compras na Bienal. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  6. Eu comprei esse livro e to ansiosa para ler, ando meia sem tempo
    e gosto de me dedicar ainda mais quando o livro é bom pois eu leio
    na velocidade da luz!!!
    Eu tbm recomendo esse livro!!!
    bjs
    Dani Casquet
    livrosajaneladaimaginacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ei Dani, quando você pegar para ler, vai super rápido, porque ele voa!

      Excluir
  7. Ola.
    ótima dica de leitura e resenha muito boa, parabéns.
    Postagem divulgada no Portal Teia, fique a vontade para pedir divulgação sempre que tiver novas postagens.
    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, eu vi lá! Muito obrigada, ficou fofo!

      Excluir
  8. Estou louca para ler esse livro, comprei .. mas tinha tanta coisa na frente que ainda não arranjei tempo .. rs
    Adorei a resenha!

    Beijo ;*

    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele é lindo Mariana, vale muito a pena!
      bjus

      Excluir
  9. Oi Bru,
    tudo bem?
    Acabei de ver o post com a frase sobre esse livro e vim conferir a resenha.
    Como já disse antes, você escreve muito bem, gostei muito da sua resenha, não conhecia esse livro.
    Pelo que contou, o título Realmente é perfeito, Engraçado, se eu lesse a sinopse desse livro sem a resenha, também teria a falsa impressão de se tratar de uma história triste, aquelas que nos incomodam. Acho que não leria. Mas depois do que disse, darei uma oportunidade. Dica anotada.
    Beijos.
    Cila- Leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Acabei de ler ele ontem e a primeira coisa que me veio a cabeça foi em como algumas crianças podem ser maldosas. As vezes por não entender, ou até mesmo por causa de como são criados. Provavelmente eu seria uma dessas crianças que ficariam um pouco assustadas e agiria um pouco mal, a maioria das crianças não estão prontas para o desconhecido.. E fiquei pensando no que podemos fazer pra mudar isso... Penso que, infelizmente hoje em dia os país não conversam muito com os filhos pra lhes ensinar o certo e errado. E daí conversar com os filhos é um grande passo pra não deixar que sejam maldosos ou que sejam os alvos, e mesmo que sejam os alvos ajudar eles a lidar com isso. Eu adorei o livro e adorei o Auggie! É uma leitura super leve e com boas lições!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...