[Resenha] Amante Sombrio (IAN #1)– J. R. Ward

Amante Sombrio - Irmandade da Adaga Negra, Livro 1 - J. R. Ward

Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro mais puro da raça, dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou orfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos.
Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

Autora: J. R. Ward
Editora: Universo dos livros
Ano: 2005 EUA / 2009 Brasil
Categoria: Sobrenatural, fantasia, romance hot
Nota: 5/5 + Favorito
+ 18 anos

Boa tarde!

Inicio hoje uma empreitada e tanto: Resenhar a série Irmandade da Adaga Negra, de J. R. Ward! Atualmente são 12 livros publicados, e só resenhei aqui os 11º e 12º a partir dos originais em inglês. Agora inicio as resenhas desde o primeiro livro e chegarei até o 12º (de novo, rs), com base nas leituras dos livros em português, que são publicados pela Editora Universo dos Livros. Minha meta é terminar de resenhar toda série até o lançamento do 13º livro, em março ou abril de 2015.

Então, bora lá?



Amante Sombrio
Um livro eletrizante, apaixonante e completamente viciante


Amante Sombrio é o primeiro livro dessa série de ficção sobrenatural urbana, e se passa em Caldwell, NY, cidade onde a maior parte da sociedade vampira vive atualmente. Nessa série, os vampiros são uma raça própria, não humanos convertidos.

Esse primeiro livro traz a história de Wrath e Beth. Wrath é um poderoso vampiro, membro da Irmandade da Adaga Negra, que é um grupo de guerreiros mortais que existe para proteger a sua raça de uma ameaça secular. Mas além de guerreiro, ele é o último vampiro de puro sangue do mundo, e o Rei de direito da raça, embora não o seja de fato, uma vez que não tem intenção de governar.

Se Wrath fosse outro tipo de rei, como seu pai, que desejava ser adorado e reverenciado pelas famílias de sua espécie, talvez o futuro parecesse mais promissor. Mas ele não era como seu pai. Wrath era um lutador, não um líder, saía-se melhor com uma adaga na mão do que sentado, sendo objeto de adoração.”
Pág. 43

Já Beth é uma jornalista que cresceu em um orfanato, sem saber que na verdade é filha de um vampiro, Darius, e uma humana. Temendo a morte da filha durante a transição (momento por volta dos 25 anos, no qual os vampiros "tornam-se vampiros" no sentido real da palavra), Darius pede a Wrath que lhe dê seu sangue, quando chegar o momento, o que meu vampirão lindo e turrão se recusa. Mas após a morte de Darius, logo no início do livro, Wrath reconsidera, e vai atrás da jovem. E que encontro foi aquele!

Precisava honrar a última vontade daquele membro da Irmandade. Era o mínimo que podia fazer por quem servira à raça tantos anos junto com ele. 
Mestiça ou não, a filha do Darius nunca mais voltaria a caminhar pela noite desprotegida. E não enfrentaria sozinha sua transição.
Que Deus a ajudasse.”
Pag. 56

Uma das coisas que mais me encantaram na série, ou melhor, em seus primeiros livros, especificamente, foi a construção do relacionamento entre os protagonistas de cada livro. Meus amados Irmãos guerreiros são do tipo de macho mais possessivo, ciumento, mas ao mesmo tempo protetor e completamente apaixonado que existe. Quando finalmente entregam seu coração, é pra valer e sem reservas. E tem aquele "Minha" que vem da alma deles ao encontra sua alma gêmea. Aiiii, como não amar?

Nesse livro já conhecemos um pouco os outros Irmãos: Tohr, Rhage, Zsadist, Vishous e Phury. E também outros personagens importantes, como o policial Butch, e a Mala, desculpem, Marissa :). Conhecemos os poderoso seres transcendentais: A Virgem escriba, divindade que criou a raça vampira, e o Ômega, entidade maligna que deseja exterminar os vampiros. E também somos apresentados à Sociedade dos Redutores, humanos que venderam sua alma ao Ômega e que são os inimigos contra o qual a Irmandade luta.

Assim inicia essa história, e de cara traz todos os elementos que me viciaram na série: sensualidade, ação, aventura, diálogos bem construídos, personagens complexos. Não considero a série como erótica, uma vez que o foco não é o relacionamento sexual dos protagonista, mas sem dúvida, os livros são extremamente hot, e nem um pouco indicada para menores de 18 anos.

Bem vindo ao maravilho mundo do ciúme, pensou. Pelo preço de sua entrada, ganhe também uma maldita dor de cabeça, um desejo quase irresistível de cometer um assassinato, e um complexo de inferioridade.
Oba.
Pág. 129

Eu conheci a série no original em inglês, e só recentemente li a nossa versão em português da UDL. E tenho que concordar com outros fãs da série que há uma suavização muiiiiito grande da tradução, por parte da editora. Isso realmente me incomodou, porque quem lê a série, sabe que ela é pesada, que a linguagem é pesada, e portanto, sabe onde está entrando. E há alguns personagens pra lá de desbocados, como meu amado Vishous, e quando ele diz um "Vá se Fu*" ele realmente quer dizer isso, e não um "Vá a merda". Depois de muita briga dos fãs, a editora finalmente parou (ou melhor, diminuiu) essa suavização nos últimos livros, não lembro a partir de qual, e nosso pedido agora é que faça uma nova edição da série com uma tradução mais fiel ao original. Fora isso, só tenho a elogiar o trabalho da UDL, uma vez que a diagramação está ótima, a capa muito bonita (mais que a americana, na minha opinião), e a tradução, fora a suavização, muito bem feita e sem erros de digitação.

Recomendo demais essa série! Sei que alguns tem preguiça de começar, uma vez que já tem 12 livros e sem previsão de término, mas deem uma chance. Vale a pena.

Beijos



POSTAGENS RELACIONADAS
A Irmandade da Adaga Negra – Uma apresentação (definição de termos e situações)


.

23 comentários

  1. Oi, Bruna
    Gostei muito da sua resenha. Ainda não li todos os livros, mas eu adoro essa série. Gosto muito de livros sobrenaturais, principalmente vampiros, e essa série me cativou por tratar de um mundo diferente de vampiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Monica, somos duas! eu sou viciada em sobrenatural, e em IAN em especial, rs
      beijos

      Excluir
  2. Faz tempo que eu nao leio algo que envolva vampiros :( Pelo visto, Amante Sombrio é um ótimo livro para começo. É uma pena que os livros dessa série sejam tão carinhos rs.

    David - Leitor Compulsivo (www.leitorcompulsivo.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. David, eles estão sempre em promoção! semana passada mesmo,tinha livros da série a 15 reais no submarino, rs.
      beijos

      Excluir
  3. Oi Bruna,
    Eu li esse livro no ano passado e gostei bastante, tanto da trama , quanto dos personagens.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marla, é ótimo mesmo, vale a pena conhecer

      Excluir
  4. Oi Bruna.
    MEU DEUS! Sua resenha ficou muito cativante de maneira que a minha pareceu muito superficial porque tú conseguiu mostrar aquela paixão que eu sinto ao terminar a leitura do Amante Sombrio <3
    Não li o original em inglês,mas realmente parecia muito suave para aqueles vampiros tão brutos ao mesmo tempo que são tão sedutores *----*

    http://romances-para-te-fazer-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carolina, eu amo a série demais! Adoro falar sobre ela, rs
      beijos

      Excluir
  5. Oi bru,
    apesar de escreves muito bem e a resenha ter ficado ótima, não leria o livro. Não curto histórias com vampiros. Raro eu ler livro assim, acho que nunca nem li, por falta de vontade.. Nem Crepúsculo eu vi todos os FILMES , qnt mais ler os livros.. simplesmente não é meu gênero..
    bj, dréa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, para encarara uma série assim, tem que curtir vampiros, rs. Mas só uma pequena defesa: IAN não tem absolutamente nada a ver com Crepúsculo!!! kkkkkkkkk
      beijos

      Excluir
  6. Oi Bru nao conhecia a série! E eu amooooo series sobrenaturais ainda mais de vampiros! Me interessei muito Obrigada pela dica!

    Bjao!
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  7. Sou uma das que morre de preguiça de iniciar a leitura da série por causa da extensão dela. São livros demais pra uma série só.
    Não tenho medo de não gostar, pois já li um livro da Ward e gostei bastante da escrita dela. E para ter um legado tão grande de fãs, a série deve mesmo ser muito boa. Mas ainda assim, bate preguiça por causa da quantidade de livros.
    Acho o enredo interessante. Apesar de serem vampiros, são vampiros como nunca relatados antes, sem falar nos outros seres que dão ainda mais um que de originalidade a obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi @Joi, é muito bom sim, vale a pena conhecer
      @Rita, a escrita da Ward é sensacional mesmo, super envolvente. Eu tinha preguiça de ler IAN, comecei na véspera do lançamento do 10º, e não consegui parar de ler, rs
      beijos

      Excluir
  8. Caramba, o livro parece muito bom, Bru! Quero mesmo conhecê-lo melhor! Adorei a resenha! Beijo!
    http://mygirlyandbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da resenha, parece ser mesmo um livro muito bom! O enredo é interessante, gosto muito quando o livro possui ação e diálogos inteligentes além das cenas hot e este parece prender muito o leitor, fiquei curiosa. :)
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @Mah e @Dani, o livro é ótimo mesmo!
      beijos

      Excluir
  10. Gostei da resenha , mais nao sei se leria oo livro , nao gosto muito desse tipo de gênero !

    ResponderExcluir
  11. Eu sempre leio resenhas positivas em relação aos livros dessa série, mas confesso que faço parte desse grupo de que tem trauma de séries tão longas assim. E não só em questão de números de partes, mas em quantidade de páginas também. Cada volume é bem grandinho. Enfim, irei pensar um pouco mais sobre começar ou não essa série.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada @Raquel
      @Nardonio, a série é grande mesmo, rs, em livros e páginas (alguns ultrapassam as 700), mas eu sou viciada, então super suspeita pra falar, rs
      beijos

      Excluir
  12. Apesar de ter gostado muito da sua resenha e sempre ler comentários positivos sobre a série, o enredo da obra não me conquistou. Gosto bastante de literatura que retrata vampiros, mas mesmo assim não senti vontade de desbravar essa série.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir
  13. O que falar dessa serie? *-* Já li o primeiro livro 2 vezes, e gosto muito dos livros, apesar de estar um pouquinho (muito) atrasada com a leitura. O Wrath é o meu segundo favorito dos irmãos, espero conseguir ler mais alguns livros de IAN esse ano.

    ResponderExcluir
  14. Ainda não comecei ler esta série, mas você fala tanto que vou ter que ler rsrs.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. @Elen, logo que você tiver tempo, se atualiza, com facul é complicado mesmo

      @Ana, é ótimo, vale a pena, rs

      Excluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...