[Resenha] Amante Eterno (IAN#2) - J. R. Ward

Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...

Autora: J.R. Ward
Série: Irmandade da Adaga Negra, Livro 2
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2006 EUA / 2010 Brasil
Categoria: Sobrenatural, fantasia, romance hot
Nota: 5/5 + Favorito
+ 18 anos


Hoje vamos conferir a resenha de Amante Eterno, segundo livro da série de fantasia urbana Irmandade da Adaga Negra. Cada livro dessa série traz a história de um personagem, embora nas tramas paralelas ocorram outras coisas relacionadas à sociedade vampira como um todo. Recomendo que, antes de ler essa resenha, leiam a do primeiro livro da série, Amante Sombrio, na qual faço uma apresentação geral da série. Aqui vou focar nos acontecimentos desse livro, e podem ler tranquilos, pois não tem spoilers.

Amante Eterno conta a história de Rhage, o mais forte guerreiro desse grupo de guerreiros vampiros. Rhage também é o mais lindo dos integrantes da irmandade e um pegador nato, o que lhe garante o apelido de Hollywood. Porém, toda essa força e “pegação” tem um motivo. Há pouco mais de um século, Rhage ofendeu a divindade da raça, a Virgem Escriba, e foi amaldiçoado. Toda vez que ele perde o controle sobre seu temperamento ou se irrita muito, ele se transforma em uma besta. Literalmente! E a forma de se manter sob controle é gastar muita, mas muita energia mesmo. Daí ele ser um lutador melhor que os Irmãos, e também o pegador geral da série.

Então, como um golpe do destino, ele conhece Mary, uma humana que acabou de descobri que seu câncer voltou, após dois anos de remissão. Mary é uma jovem muito sofrida, mas guerreira. Ela já perdeu a mãe, devido ao câncer, e por isso sempre evitou qualquer tipo de relacionamento, pois sabe que também está morrendo, e não quer que outra pessoa sofra como ela sofreu por sua mãe.

A maneira como Rhage se encanta à primeira vista, ou melhor ao primeiro som da voz de Mary, foi encantadora. Rhage é um palhaço, boca suja e brincalhão, mas a forma como a autora lhe deu seriedade e profundidade nesse livro foi espetacular! Ele lutou por Mary desde o primeiro momento. À princípio, contra ela e sua resistência, e depois por ela e sua saúde. Nossa, sofri demais com eles, chorei demais com eles. 

Ela o abraçou tão forte que a coluna dele estalou. Soluçava. Gritava.. Chorava tanto que todo seu corpo tremia.
Ele não lhe fez perguntas, abraçou-a apenas.
- Eu não estou bem - disse ela com a voz rouca e respiração entrecortada -, Rhage... eu não estou bem.
Ele fechou os olhos e abraçou-a forte. 
Pág 316

A história dos dois é realmente muito bonita, uma das mais bonitas da série. E se preparem para algumas cenas para lá de calientes! Bem ao estilo J.R. Ward.
Recomendo demais!!!

Em relação a edição brasileira, o trabalho da UDL está muito bem feito. A capa é linda, as páginas amareladas com a fonte em um bom tamanho e espaçada. E não percebi a presença de erros de digitação. Minha única ressalva, novamente, é em relação a suavização da tradução, que é muito forte. Quem já leu o livro em inglês, como eu, percebe que a linguagem adotada foi super suavizada. 


As tramas paralelas

Como é comum nos livros dessa série, Amante Eterno também teve sua dose de tramas paralelas. Além de Mary, tivemos a entrada do misterioso Jonh Mattews, um jovem vampiro em pré-transição que foi criado no mundo dos humanos, e a vizinha de Mary, Bella. Bella pertence a aristocracia dos vampiros, e tem um irmão super protetor, que foi apenas mencionado no livro, não chegando a aparecer. E ela promete muitas emoções ao se fascinar por Zsadist, o vampiro sádico, brutal e cheio de cicatrizes da Irmandade. Lembro que quando li esse livro pela primeira vez, tudo que pensei foi “Que mulher louca é essa?”, porque ela literalmente 'chegou chegando' e se jogando pra cima do Z! As cenas dos dois são incríveis, a química é fortíssima, e esse princípio de uma nova história é o ponto de partida para o livro seguinte.

O lado dos vilões continua chato, os Senhores Letrinhas me irritam mesmo. Mas dessa vez tem algo diferente, um dos novos vilões, o Sr. O, é diferente dos demais, pensa diferente dos demais, e representa um perigo maior que os demais.

Bom gente, é isso. Espero que tenham gostado, e para quem ainda não leu a série, reforço a minha recomendação de sempre: Leia! É muito boa.


.

20 comentários

  1. Vampiros eu amo livros com eles <3
    Irmandade da adaga negra não sabia dessa serie :( vou procurar saber mais *-* Graças a deus a sua resenha não contem spoilers :D
    Gostei em geral de tudo mais tenho que ler o primeiro, ja vou deixa-lo anotadinho *-*

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna,
    Preciso criar coragem e ler essa série enorme hahahah
    Todos falam tão bem que tenho curiosidade em ler.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joyce, sou suspeita para falar, porque sou mega viciada, kkk

      Excluir
  3. Apesar de não ser o meu gênero de livro, as suas resenhas sobre essa série me despertaram uma curiosidade. Ainda acho que não lerei, mas, pelo menos um pouco curioso eu fiquei. rs
    Adorei a resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk, que bom que te deixei curioso!
      Eu sou mega viciada nessa série, rs
      beijos

      Excluir
  4. Conheço pouco da Série da irmandade da Adaga negra.
    Eu não sou muito de ler histórias com vampiros, até leio, mas não sou fã.
    Mas anteriormente aqui no blog voce falou sobre a Série e eu me interessei.
    Leria sem problemas.

    Blog: livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br
    Fanpage: facebook.com/livrosvamosdevoralos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bru, tudo bem?

    Não conheço essa série. Pode me chamar de doida e herege huahuahuahua Vejo resenhas bem positivas, mas acho que ainda não me senti devidamente atraída para poder ler os livros. =(

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  6. O que me afasta dessa série são dois motivos:A quantidade de volumes intermináveis e por se tratar de vampiros. Não que seja um afastamento definitivo, mas acho que nunca chegarei a lê-la. Só o futuro dirá.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro da série, mas vi diversos elogios sobre ela.
    Pela sua resenha gostei muito da personalidade de Rhage. Ele parece do tipo durão, mas que cuida daqueles que gosta.
    A única coisa que me desanima de ler essa série é que ela é enoooorme!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o Rhage é um amor, meu amor! kkkk
      adoro ele. Ele é turão, brincalhão, um guerreiro, mas tem um coração de outro, aiaiai

      Excluir
  8. Ainnn Bru todas as tuas resenhas sobre esta serie me deixa mais ansiosa ainda, e o meu primeiro exemplar não chega nunca hahaha, vou começar a ler a serie graças a tuas lindas resenhas e fascínio pela serie ^^

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau, que responsa!
      Espero de coração que você curta a série. Eu já viciei uma amiga nela, espero que você goste também
      beijos

      Excluir
  9. Tive um trauma com livros na temática vampiresca há alguns anos, mas essa resenha realmente me fez pensar na possibilidade de voltar a ler obras com essas criaturas. Beijos! Ela Escreveu ♣

    ResponderExcluir
  10. Oie,
    eu curti este livro, mas confesso que os vilões dele não mesmo muito bons rsrsrs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os vilões são péssimos! kkkkkkkkk

      Excluir
  11. Estou doida ler essa série
    Que pena que ta muito cara
    Adoro romances New adulto e esse com certeza ta na minha lista

    ResponderExcluir
  12. Adoro livros de vampiros e só vejo falarem bem sobre IAN, o problema é que os livros são meio carinhos e das vezes que estão em promoção, eu estou sem dinheiro.
    As capas são muito lindas e a história pela sua resenha, parece ter uma boa trama de ação e ser meio hot também né?
    Um dia ainda vou conseguir ler a série... rsrs

    Bjok

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel, fica de olho na Americanas e Submarino. Tem promoção direto. Esses dias tinha até livros da série por 11 reais!
      beijos

      Excluir
  13. Dos 3 livros de IAN que eu li, o livro do Rhage é o meu prefiro, não sei se é só por ele ser muito bonito ou por causa da maldição dele, mas desde o primeiro livro eu já me apaixonei por ele. Pretendo voltar a ler a serie ainda este ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu preferido é o Z, aiaiai
      mas o Rhage vem em segundo, rs

      Excluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...